10 de dez de 2009

Uma vida em trânsito

o carro, um homem pára no semáforo.
Ao seu lado, no banco da frente,
duas conchas do mar e um olhar ausente.
No banco traseiro,
fotografias,travesseiro sem o cheiro da amada,
cartas rasgadas, livros esquecidos
e jornais não lidos..
No porta – malas,
palavras não ditas, uma garrafa de vinho tinto,
poemas
e sonhos não vividos.
Feito criança, o homem brinca com o sol de sua infância.
Colhe uma flor,
aperta fundo no acelerador,
espanta a dor.
No retrovisor um amor distante.
Segue adiante.
Atravessa ruas, avenidas e curvas de sua cidade,
com árvores de coloridas saudades.
Reconhece antigas paisagens,
eterniza imagens.
Segue a viagem da vida.


Autor: Roberto Passos do Amaral Pereira